Notícias de franchising

23.04.2009

14º CENSO DO IIF

TESTEMUNHOS ILUSTRAM TENDÊNCIAS DO SECTOR

Lançado a 14 de Abril na Fnac do Centro Comercial Colombo, em Lisboa, o DOF - Directório de Oportunidades de Franchising é uma ferramenta indispensável para quem pretende iniciar um negócio em franchising, incluindo o único levantamento regular deste sector em Portugal: o Censo do IIF - “O Franchising em Portugal”, publicado ininterruptamente nos últimos 14 anos.

De acordo com os dados o 14º Censo do IIF, o franchising representa 3,1% do PIB, com um volume de negócios de mais de 5 mil milhões de euros, e 1,3% do emprego em Portugal, ou seja, cerca de 69.000 empregos foram criados pelo franchising.

A apresentação do 14º Censo do IIF, a cargo de Eduardo Miranda, fundador e consultor estratégico do IIF contempla dados adicionais ao próprio documento e é complementada com testemunhos do desempenho do sector do franchising em 2008, que ilustram tendências patentes no Censo.

Realizado pelo IIF desde 1998 e disponibilizado a associações de franchising, órgãos de comunicação social, associações nacionais, mercado e entidades oficiais, o Censo do IIF é a única fonte de informação oficial sobre o mercado, que permite efectuar estatísticas.


CRESCIMENTO - O caso da Vivafit

A Vivafit é uma marca 100% portuguesa, criada há seis anos. No ano passado, foi a marca de franchising que mais cresceu, em número de unidades, segundo dados do IIF – Instituto de Informação em Franchising. A marca iniciou 2008 com 69 unidades em funcionamento e ao longo do ano registou um crescimento de 40%, com a abertura de 26 novos ginásios. É actualmente a maior rede de ginásios em Portugal, com um total de 97 ginásios em Portugal – três próprios e 94 franchisados – e duas unidade próprias em Espanha (Madrid e Badajoz).

Contrariando o cenário de crise económica, em 2008 a rede registou um crescimento de facturação de 29% face a 2007, evoluindo de 12 para 15,5 milhões de euros. Em 2008, o número de sócias cresceu 40% totalizando cerca de 35 000 sócias. Em 2009 a rede prevê um crescimento de facturação na ordem dos 61%.

«Apesar do cenário de crise e das restrições no acesso ao crédito que caracterizaram o último quadrimestre de 2008 e que têm sido o principal entrave à dinamização económica, o Vivafit conseguiu manter um bom ritmo de crescimento», refere Pedro Ruiz, CEO da marca. «Pretendemos manter esta progressão com a abertura de 20 novos centros em Portugal em 2009 e continuar o processo de internacionalização da marca que conta com duas unidades próprias em Espanha.» Até 2014, a marca portuguesa pretende ter consolidada uma rede de 150 ginásios em Portugal, 250 centros em Espanha e cinco Master Franchises na Europa, América Central e do Sul e Médio Oriente.

INTERNACIONALIZAÇÃO

A presença de marcas portuguesas de franchising atinge já os 5 continentes e mais de 30 países. O caso apresentado ilustra esta tendência de internacionalização, partilhada por marcas como Lune Bleu, Petit Patapon, Metro Kids, Ana Sousa ou Lanidor.

O caso da Onebiz

Num momento em que todos observam o mercado na procura por novas alternativas de negócios, o Grupo Onebiz mostra-se como o caso de sucesso na internacionalização de negócios em franchising, inovando ao nível dos conceitos das suas marcas e também nos sectores de actividade franchisados. A implementação nacional das suas 19 marcas, organizadas em 7 áreas de negócios e com mais de 400 franchisados em Portugal é complementada pela presença do Grupo em 18 países, através de Masters Franchisados, com um total de 50 unidades franchisadas na Europa, África, América Central e do Sul. Adicionalmente, a Onebiz desenvolve ainda o modelo de expansão internacional directa, com os escritórios e quadros da Onebiz em Espanha e Cabo Verde.

Iniciado em 1997, o negócio da Onebiz começou o processo de internacionalização das marcas que detém em franchising no ano de 2003. Com o estudo financeiro e da cultura local, acrescido da participação em diversos certames fora de Portugal, o Grupo analisou mercados em diversos países e nesse mesmo ano encontrou Master Franchisado no Brasil para a NBB – National Business Brokers, que actua no domínio da consultoria em fusões e aquisições e corporate finance (business brokerage). A NBB foi contemplada com o Prémio de Franchising 2008 na categoria de internacionalização.

Para além desta marca, que mantém a liderança o processo de internacionalização, com 26 escritórios em 16 países, outras no universo Onebiz mostram frutos no projecto internacional., como a Teamvision, Esinow, Exchange e Accive. Com presença em diversos continentes, estão em Espanha, França, Alemanha, Hungria, Grécia, Polónia, Roménia, Brasil, Uruguai, México, República Checa, Israel, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Líbano, Ucrânia, Moçambique.

O PAPEL DO FRANCHISADO - O Caso da RE/MAX Latina

Fundada em Denver, no Colorado (EUA), em 1973, a RE/MAX é a maior rede internacional de franchising imobiliário a operar em mais de 65 países, através de mais de 7.000 agências e cerca de 115.000 agentes associados. A rede chegou a Portugal em 2000 e ocupa o 1.º lugar do ranking de franchising do IIF – Instituto de Informação em Franchising para o sector imobiliário desde 2001, com 220 agências e cerca de 3.000 agentes imobiliários associados.

João Pedro Marques é fundador e proprietário do grupo RE/MAX Latina, juntamente com o sócio Pedro Fonseca. Começou o seu negócio com recursos limitados como qualquer outro empreendedor, mas graças ao sistema de franchising tem já uma equipa de 130 agentes distribuídos pelas 3 unidades daquele que é hoje o grupo de lojas RE/MAX com maior volume de negócios de toda a Europa, e também a agência n.º 1 em Portugal, em volume de negócios e número de transacções (o grupo RE/MAX Latina concretizou 1.026 transacções em 2008 - 1,5 imóveis por dia - que geraram um volume de negócios na ordem dos três milhões de euros). A primeira agência deste grupo abriu em Mafra em 2003, com uma equipa de 10 agentes, sendo que a maior agência dessa altura tinha apenas 6. No final do primeiro mês, esta agência tinha já 20 agentes e em 2004, 2005 a 2006 foi a agência n.º 1 do país. Seguiu-se a expansão do grupo, com a abertura de mais 2 agências, em Lisboa e Torres Vedras.

De acordo com o franchisado, os factores críticos de sucesso da RE/MAX Latina são a aplicação do modelo de gestão (e não a sua invenção), a confiança, a partilha de conhecimento e negócios, a manutenção do focus e a liderança. João Pedro Marques sublinha a preponderância do Master, no que se refere a saldos, bolsa de permutas, campanhas e aos recursos da rede em geral, mas afirma peremptoriamente que «o sucesso de um franchisado está nas suas próprias mãos.» Assim, a RE/MAX Latina disponibiliza à sua equipa serviços de Personal Traninnig / Coaching (algo raro, mesmo em franchisadores), formação interna constante e campanhas de motivação com prémio de viagem para os melhores.


RE/MAX (E)


» Leia mais


Todas as notícias

22.07.2009 » 

RE/MAX PORTUGAL CONTINUA EXPANSÃO DA MARCA

23.04.2009 » 

14º CENSO DO IIF

20.03.2009 » 

RE/MAX APRESENTA BOLSA DE PERMUTAS

13.01.2009 » 

SALDOS RE/MAX COM MAIS OFERTA PARA COMPRA OU ARRENDAMENTO A PREÇOS CADA VEZ MAIS BAIXOS

11.03.2008 » 

CRISE NÃO AFECTA A RE/MAX. REDE MEDEIA TRANSACÇÕES NO VALOR DE 1,3 MIL MILHÕES DE EUROS

Pesquisa por Marca

Catálogo de Franchising
Franquias de Lazer, Cultura e Viagens
Franquias de Mobiliário e de Decoração
Franquias de Moda
Franquias de Restaurantes e Hotéis
Franquias de Saúde, Desporto e Beleza
Franquias de Serviços a Empresas
Franquias de Serviços para Casas e Construção
Franquias de Serviços Pessoais
Franquias do Sector Automóvel
Franquias na Área da Alimentação
Franquias para Escritórios, Tecnologia Informática e Telecomunicações
Franquias Várias