Guia de franquias

Porque se tornar um franqueado?

Quais são as desvantagens da franquia para os franqueados?


O franqueado também é confrontado com problemas que são devido às peculiaridades da franquia. De particular importância são:

  1. Exigências na franquia
    Espera-se regularmente de um franqueado habilidades sociais como quais, nesta medida, foram raramente solicitadas antes. Ele não deve somente se evoluir para um empresário ambicioso e esperto, mas motivar seus funcionários com alta empatia, comunicar-se de forma aberta e construtiva com a central do sistema, como também integrar-se em uma equipe de parceiros mais ou menos concorrentes. Na prática, essas demandas opostas revelam-se, por vezes, como a quadratura do círculo e criam frustração e irritações.

  2. Avaliações na franquia
    A correta avaliação dos serviços de um franqueador é extremamente difícil. Há uma falta de transparência, em muitos, casos por causa das exigências de confidencialidade. Raramente se pode comparar as ofertas realmente. É correspondentemente difícil avaliar para futuros franqueados, a adequação do retorno exigido. Isto ainda vale mais pelo fato que não se pode prever com certeza  de que maneira o franqueador irá responder aos compromissos dele. Durante suas investigações, o futuro franqueado dependente de declarações de terceiros, que se baseiam nos dados  do passado. Em todas as circunstâncias, deve-se contactar com vários franqueados do sistema relevante e consultar as próprias experiências deles, antes de tomar uma decisão para um determinado sistema.

  3. Compromissos na franquia
    Após a conclusão do contrato de franquia, o franqueado se depara diante de uma grande variedade de obrigações. Em particular ele tem que aceitar o direito de instrução e controle do franqueador, que serve para a aplicação do conceito de franquia. Ao mesmo tempo, ele é forçado a limitar sua própria criatividade, para não estourar os limites do conceito de franquia.

  4. Dependência na franquia
    Apesar de o franqueado ser visto como um empresário independente, ele depende muito da política de negócios e das decisões do franqueador. Nem os desempenhos do franqueador refletem nas esperanças colocadas nele, o que pode afetar o successodo negócio de forma significativa. Além disso, o franqueado tem que assumir em certas circunstâncias a responsábilidade no seu próprio negócio por erros causados pelo franqueador ou/e por outros franqueados. Como uma comunidade, os sócios têm que arcar com as consequências de qualquer perda de imagem do seu sistema.

  5. Limitações na franquia
    Após a conclusão do acordo de franquia, o franqueado não pode, geralmente, dispor livremente do seu negócio. Assim, o franqueador se reserva, visando as compreensíveis necessidades de proteção,  à possibilidade de recusar o comprador ou o herdeiro do negócio como sucessor, ou defender seu direito de preferência na compra da empresa.

« Todos tópicos de Guia de Franquia

« Todos artigos sobre o tema "Porque se tornar um franqueado?"

Buscar por Marca

Catálogo de Franquia
Franquia de Serviços Empresariais
Franquia de Serviços Pessoais
Franquias Automobilísticas
Franquias de Alimentação
Franquias de Beleza, Saúde e Esporte
Franquias de Escritório, Informática e Telecomunicações
Franquias de Hotelaria, Restaurantes e Cafés
Franquias de Lazer, Cultura e Viagem
Franquias de Moda e Vestuário
Franquias de Móveis e Decoração
Franquias de Serviços para Casa e Edifício
Franquias Diversas